/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

1

1

1
1

1

1

1

1


 









Saúde

Kit prevenção da Araupel beneficia mais de 3,8 mil pessoas entre colaboradores e familiares


Indústria acredita que, para prevenir a Covid-19 e garantir a saúde dos funcionários, é preciso cuidar também de suas famílias

Dia 06/05/2021

Manter a saúde dos colaboradores é um desafio, especialmente no atual cenário de pandemia e nos casos em que não é possível prestar serviço integralmente em home office. Localizada no Paraná — com plantas instaladas nos municípios de Quedas do Iguaçu e Guarapuava —, a Araupel apostou em uma forma mais eficiente de proteger o time. Com quase 1,7 mil funcionários, a indústria distribuiu um “kit prevenção”, com máscaras e álcool em gel para cada integrante da família de seus colaboradores. A atividade alusiva ao Dia do Trabalho beneficiou 3.864 pessoas.

“A prevenção é efetiva quando os protocolos são seguidos na fábrica e existe a consciência de manter o mesmos cuidados nos deslocamentos e em casa. Pensando nisso, estendemos o kit também para os dependentes, para que todos na residência possam ter acesso a máscaras e álcool em gel. É uma forma de reconhecer nosso capital humano pelo Dia do Trabalho e contribuir positivamente com o sistema de saúde nas regiões onde atuamos”, salienta o diretor-executivo da Araupel, Norton Fabris.

Vacina contra a gripe e moletons

A Araupel oferece, desde abril, a vacinação contra a gripe — doses adquiridas pela própria indústria — para cônjuges e filhos dos colaboradores. No último dia 29, uma campanha ocorreu na planta de Guarapuava. A iniciativa está em andamento em Quedas, com imunizações também nesta terça-feira (04).

“Cabe ressaltar que em Quedas tivemos um importante apoio da Prefeitura. Nosso objetivo é reduzir a necessidade de atendimentos por sintomas gripais nas duas cidades. Imaginem o impacto que 1,7 mil famílias têm no sistema de saúde de uma região. Aqui no Paraná, a Araupel está fazendo a sua parte”, pontua Fabris.

A indústria também distribuiu moletons para que todo o time tenha acesso ao agasalho e possa trabalhar protegido em baixas temperaturas, vacinados contra a gripe e inseridos em ações de combate ao novo coronavírus. As medidas foram estrategicamente pensadas pelos gestores, junto à Gerência de Recursos Humanos, para que a chegada do inverno não impacte negativamente no quadro de colaboradores.

Outras medidas de combate à pandemia

Desde o início da pandemia, a Araupel criou um Comitê Permanente para acompanhar e planejar ações preventivas. As atividades que podem ser desempenhadas à distância foram autorizadas no modelo home office. A indústria também fez a doação de um ventilador pulmonar para o Hospital Municipal de Quedas do Iguaçu e apoiou financeiramente o Hospital Santa Tereza de Guarapuava.

Elcio Jaime é hospitalizado em Irati

Dia 04/05/2021

Elcio Jaime, prefeito de Quedas do Iguaçu, foi hospitalizado após não se sentir bem em uma viagem que fazia a Curitiba no dia 03 de maio, onde segundo informações teve início de infarto na Comunidade de Fernandes Pinheiro e foi internado as pressas em Irati.

“Foi um início de infarto. Agradeço pelas orações e energias positivas, graças a Deus já estou recuperando”, comentou o prefeito.

86% dos idosos já foram vacinados no Paraná

Dia 20/04/2021

Quase nove em cada dez pessoas com idade acima de 65 anos já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Paraná. O Estado vacinou 1.057.518 pessoas nessa faixa etária, 86% de um público que conta com 1.227.551 pessoas, de acordo com o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. A meta da Secretaria de Estado da Saúde é completar ainda neste mês a vacinação dos idosos com 60 anos ou mais, para dar continuidade ao cronograma dos demais grupos prioritários previstos no plano.

Quando o Estado iniciou a vacinação de domingo a domingo, a maior parte dos municípios paranaenses estava vacinando pessoas com idade próxima aos 70 anos. Além de reduzir dia a dia a idade de quem é vacinado, três semanas depois o Paraná já aplicou a vacina em 39.762 pessoas com idade entre 60 e 64 anos, faixa etária com a maior população entre os grupos de idosos, compreendendo 554.705 pessoas.

Para o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, a prioridade é que todo esse grupo seja vacinado até 30 de abril, conforme o Estado receba as remessas de imunizantes do Ministério da Saúde. “Temos em estoque todos os insumos usados na vacinação e uma estrutura com 1.850 salas nas unidades básicas de saúde, com equipes focadas e a capacidade de vacinar de 150 mil a 180 mil pessoas por dia”, afirma.

“Confiamos que o Ministério da Saúde entregue quantitativos maiores nas próximas semanas, estamos em contato direto com a pasta e a expectativa é que até o final do mês o Brasil tenha mais 11 milhões de doses, das quais em torno de 550 mil devem vir ao Paraná”, explica Beto Preto. “Nossa vontade é que, até 30 de abril, possamos chegar à grande maioria dos idosos com 60 anos ou mais. É uma luta, queremos fazer a vacinação acontecer com os mutirões de domingo a domingo, com o Corujão da Vacinação e no dia a dia das unidades de saúde”, ressalta.  

Até o momento, o Ministério da Saúde enviou ao Estado 2,8 milhões de doses de vacinas, das quais 1.911.307 já foram aplicadas. Na última atualização do Vacinômetro da Secretaria da Saúde, no início da noite desta segunda-feira (19), 1.430.281 paranaenses já tinham recebido a primeira dose, sendo que 481.015 completaram o processo de imunização ao receber a dose de reforço.

FAIXAS ETÁRIAS

Entre o público dos idosos, a faixa etária dos 80 aos 84 anos foi a que teve a maior porcentagem de vacinados, com 98% das 126.822 pessoas recebendo a primeira dose (124.813 vacinadas). Em metade delas (62.946) já foi aplicada a segunda dose.

Atendidos há mais tempo na campanha de vacinação, 96% das pessoas com idade entre 85 e 89 anos foram imunizadas com a primeira dose - 70.584 de um público de 73.362 paranaenses dessa faixa etária. Do total vacinado, 57% (40.605) receberam a segunda dose. Entre os 215.843 idosos de 75 aos 79 anos de idade, 204.399 (94%) receberam a vacina, sendo que em 133.494 já foram aplicadas as doses de reforço, a maior porcentagem entre esse grupo, 65% entre os vacinados.

Na faixa dos 70 aos 74 anos, 298.934 pessoas foram vacinadas, 93% de um público de 321.432. Destes, 33.877 (11% entre os vacinados) já completaram a imunização com a segunda dose. Na população com idade entre 65 e 69 anos, 325.349 receberam a primeira dose do imunizante, 74% de um universo de 439.203 pessoas.

Além desses grupos, o Paraná já imunizou praticamente 100% das pessoas com 60 anos ou mais que vivem em Instituições de Longa Permanência para Idosos. No público com mais de 90 anos o percentual de imunizados está em 65%.

A avaliação da Secretaria da Saúde, porém, é que o número previsto pelo Ministério da Saúde de paranaenses nessa faixa etária é maior do que a realidade. Das 50.889 pessoas que constavam no Plano Estadual de Vacinação, 33.439 receberam a primeira dose da vacina e 29.455 a segunda, 88% dos imunizados desse grupo.

GRIPE

Além da imunização contra a Covid-19, o Paraná deu início, na semana passada, à campanha de vacinação contra a influenza. A meta é imunizar contra a gripe pelo menos 90% do público-alvo, estimado em 4,4 milhões de pessoas. A vacinação será realizada de forma escalonada, com os grupos prioritários estão distribuídos em três etapas.

Araupel antecipa vacinação contra a gripe

Dia 13/04/2021

Diante do momento crítico para a saúde em Quedas do Iguaçu, com a sobrecarga na rede de atendimento, a Araupel decidiu antecipar a campanha de vacinação contra a gripe. A iniciativa tem como objetivo contribuir para a redução da demanda na região. A partir dos primeiros dias de abril, colaboradores da fábrica e seus dependentes diretos já começaram a receber a imunização.

"Com essa medida, teremos uma parte expressiva da população protegida contra a gripe que, com a chegada das baixas temperaturas, se dissemina mais rápido. Assim, menos pessoas procurarão atendimento por essa doença e outros sintomas respiratórios. Estamos buscando fazer nossa parte para ajudar os hospitais e postos da região a cuidar de quem mais precisa neste momento: os pacientes com Covid-19", destaca o diretor-executivo da Araupel, Norton Fabris.

Em 2020, quando a empresa promoveu a campanha de vacinação, foram mais de mil pessoas imunizadas apenas em Quedas. "Essa iniciativa se soma a outros esforços que temos feito desde o ano passado, com a adoção de protocolos rigorosos de higiene e segurança dentro da unidade. Fazemos campanhas internas de conscientização e doamos um respirador ao Hospital Cristo Rei. Só temos a agradecer aos nossos colaboradores pelo grande engajamento", afirma Norton.

Butantan suspende a fabricação da vacina Coronavac

Dia 08/04/2021

O Instituto Butantan suspendeu na noite desta quarta-feira (7) a produção da vacina CoronaVac, por falta de insumos. A produção do imunizante foi temporariamente paralisada após atraso na entrega da matéria-prima, vinda da China.

Um novo carregamento do chamado “IFA” (Insumo Farmacêutico Ativo) tinha entrega prevista para a próxima sexta-feira (9), mas o prazo foi postergado para a próxima semana. 

Segundo o Butantan, o atraso na entrega do insumo não deverá atrapalhar o cronograma de entrega das doses ao PNI (Plano Nacional de Vacinação), do Ministério da Saúde.

“A chegada estava prevista para essa semana, houve atraso e estamos aguardando para a próxima semana. Estamos trabalhando a todo vapor para o que cronograma seja mantido e até adiantado. Nosso pedido é que haja aumento de volume e até adiantar entregas”, afirma Dimas Covas, diretor do instituto.

O instituto informou em nota que o material já foi envasado e que negocia a liberação junto ao governo chinês. “Todas as doses provenientes do IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) recebido da China já foram envasadas. Neste momento, cerca de 2,5 milhões de vacinas encontram-se em processo de inspeção de controle de qualidade – parte integrante do processo produtivo – para serem entregues na semana que vem ao Programa Nacional de Imunizações”, disse o Butantan.

Desde janeiro, o Butantan já entregou 38,2 milhões de doses da CoronaVac ao Governo Federal. Em janeiro, foram entregues 8,7 milhões de doses da CoronaVac ao PNI; em fevereiro, foram 4,8 milhões; em março, 22,7 milhões; e em abril, até o momento, 2 milhões de doses.

O mais recente lote, com 1 milhão de doses, foi entregue pelo instituto ao Ministério da Saúde na manhã desta quarta-feira. O volume faz parte do primeiro contrato firmado para a produção de 46 milhões de doses, que será finalizado até o 30 desse mês. Os envios do segundo contrato, para a produção de 54 milhões de doses, serão feitos até 30/8 – totalizando 100 milhões de doses.

envie para um amigo .... comente está matéria..... imprimir a matéria


Últimas Notícias
 
Editoria Ano Mês
 
 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, em qualquer meio de comunicação eletrônica ou impresso, sem a devida autorização escrita ou via
e-mail do site Iguaçu Notícias.

 

 


1

1

1

1
1
1

1
1

1

1

1