/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

1

1

1
1

1

1

1

1


 









Agronegócio

Produção de cana tem recuo de quase 10%

Dia 28/10/2021

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou o relatório de análise mensal da cana-de-açúcar para os meses de setembro/outubro deste ano. De acordo com o estudo, o 2º Levantamento da Safra 2021/22, divulgado pela Conab em agosto, indica que a produção de cana no atual ciclo deve apresentar um recuo de 9,5%, em comparação com a safra anterior, resultado da queda de 4,3% na área cultivada e de 5,5% na produtividade dos canaviais. A produção no campo é limitada pela seca prolongada e pela ocorrência de geadas nos meses de junho e julho, que podem impactar também a safra de 2022/23. As informações são do portal da Conab.

Apesar da ampliação do mix de produção a favor do açúcar, em detrimento do etanol, a produção desta cultura na safra atual é limitada pela menor quantidade produzida no campo. Já a produção de etanol total (cana-de-açúcar e milho) deve apresentar um recuo de 10,8% em relação ao ciclo anterior, resultado da queda de 13,1% na produção de etanol de cana-de-açúcar. Estima-se um crescimento de 11,2% na produção de etanol proveniente de milho. A produção de etanol é limitada pelos problemas climáticos que prejudicaram a produção da cana-de-açúcar no campo.

A restrição da oferta interna do açúcar segue dando suporte ao aumento dos preços no mercado físico, com tendência de valorização no último trimestre de 2021 diante do cenário de queda da produção na safra 2021/22.

Recuo na cana: preços do açúcar tendem a ter variações

No mercado internacional, os preços do açúcar tendem a variações moderadas. O consumo mundial na safra 2021/22 deve atingir um recorde de 175 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 1,5% em relação ao ciclo anterior, influenciando na redução dos estoques globais, segundo dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

O documento também mostra que houve tendência de alta dos preços dos combustíveis neste último trimestre de 2021, movimento que é acentuado no caso dos etanóis anidro e hidratado em razão das adversidades climáticas que limitaram a produção da matéria-prima no campo.

Exportações – No acumulado dos primeiros seis meses da safra 2021/22 (abril a setembro), o Brasil exportou cerca de 14,6 milhões de toneladas de açúcar, o que corresponde a uma redução de 12,3% na comparação com igual período do ciclo anterior. Apesar do aumento dos preços internacionais na safra atual e da taxa de câmbio elevada no Brasil, a queda da produção interna restringe a disponibilidade de açúcar para exportação.

A exportação do etanol brasileiro no acumulado dos seis meses iniciais da safra 2021/22 atingiu um volume de 971,0 milhões de litros, o que representa um recuo de 33,6% na comparação com igual período da safra passada. A redução da produção na safra atual limita a disponibilidade de etanol para exportação. As importações também seguem limitadas na safra atual, desfavorecidas pela taxa de câmbio elevada no Brasil e tributação integral do etanol proveniente dos Estados Unidos desde o final de 2020. No acumulado de abril a setembro deste ano, o Brasil importou cerca de 81,4 milhões de litros de etanol, o que corresponde a uma redução de 68,7% em relação ao mesmo período do ciclo anterior.

Edição especial de inverno do Show Rural Coopavel

Dia 01/09/2021

Dois programas de incentivo ao plantio da cultura de trigo serão lançados no dia 1º de setembro durante a abertura oficial do 2º Show Rural Coopavel de Inverno. O início das visitas guiadas ao parque será às 8h30 da quarta-feira e a solenidade de abertura acontecerá às 11h, no auditório Paraná Cooperativo.

A cerimônia contará com a presença de autoridades, entre elas do secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento Norberto Ortigara – foto. Depois dos pronunciamentos de boas-vindas, as autoridades e convidados seguirão para o estande da Coopavel. Lá, o Monsenhor Reginei José Módolo, o Padre Zico, fará a bênção do evento.

Em seguida acontecerá o lançamento dos programas. Governo do Paraná, Faep, Ocepar, Sindiavipar e IDR (Instituto de Desenvolvimento Rural) são parceiros no Programa Cereais de Inverno e Segunda Safra. A realizadora do Show Rural fará, no mesmo ato, o lançamento do Coopavel Mais Trigo, um plano de incentivos voltado à área de abrangência da cooperativa.

“A cultura do trigo vai crescer muito nos próximos anos. Com novas cultivares, carregadas de inovações tecnológicas, elas estão bastante produtivas e resistentes. Algumas das variedades que serão mostradas na etapa presencial da edição de inverno chegam a produzir seis mil quilos por hectare”, informa Dilvo Grolli. “É um número impressionante, considerando que a média na Argentina, uma referência mundial em triticultura, é de três mil quilos por hectare”.

Estações

Quinze empresas vão participar do 2º Show Rural de Inverno, que começará na quarta e se estenderá até sexta-feira. Serão 38 cultivares (20 de trigo) e cinco lançamentos.

Os visitantes serão divididos em grupos e, acompanhados de guias, percorrerão em duas horas e meia as 15 estações preparadas para informar e demonstrar sobre as novidades. “E tudo acontecerá sob um cuidadoso plano sanitário”, segundo o coordenador geral Rogério Rizzardi.

Cooperados e clientes da Coopavel podem confirmar presença informando a filial mais próxima de sua propriedade. Não associados e outros interessados podem agendar a visita ligando para o telefone (45) 3225-6885.

Em função das obras de duplicação da BR-277, em frente à entrada principal do parque, o acesso ao evento será pela estrada rural à Colônia São Francisco – lateral do parque. São 300 metros até o estacionamento que leva ao local onde as parcelas foram cultivadas. Os motoristas contarão com o auxílio de placas indicativas nesse percurso.

envie para um amigo .... comente está matéria....... imprimir a matéria

Últimas Notícias
 
Editoria Ano Mês
 
 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, em qualquer meio de comunicação eletrônica ou impresso, sem a devida autorização escrita ou via
e-mail do site Iguaçu Notícias.

 

 


1

1

1

1
1
1

1
1

1

1

1