/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

1


1

1

1

1

1

1

1


1

1

1

1

1


1

1


 









Regional

Apostador de Guaraniaçu ganha na Mega-Sena

Dia 18/12/2014

Duas apostas acertaram as seis dezenas da Mega-Sena, dividindo um prêmio de R$ 8.154.859,81. O sorteio do concurso de número 1.662 foi realizado nesta quarta-feira (17), em Osasco (SP). O próximo concurso da Mega-Sena, que acontece no sábado (20), terá prêmio estimado em R$ 3 milhões.

Veja as dezenas: 10 - 14 - 25 - 29 - 33 - 57.

Os bilhetes premiados são de Brasília (DF) e de Guaraniaçu no Paraná.A quina teve 160 acertadores, que levaram prêmio de R$ 14.510,72 cada um. Além disso, houve 8.641 ganhadores na quadra, que rendeu R$ 383,83.

Para apostar

A Caixa Econômica Federal faz os sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados. As apostas podem ser feitas até as 19h do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 2,50.

Acidente com Taturana leva três para UTI em Coronel Vivida

Dia 14/12/2014

A Vigilância Sanitária de Coronel Vivida registrou três acidentes envolvendo Taturana (Lonomia). Dois adultos e uma criança foram internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) depois do contato com a larva.

Estas lagartas possuem pilosidades e são potencialmente perigosas. Há algumas espécies com venenos poderosos, como a Lonomia obliqua, denominadas "taturanas assassinas", que podem provocar hemorragia, insuficiência renal e até levar à morte.

Foi encontrada a taturana no bairro nossa senhora aparecida, na Praça do Fleck, no centra da cidade e no interior na comunidade do União do Gigante.

De dia a taturana sobe nas árvores para se alimentar e à noite ela desce para se proteger dos predadores, segundo Miguel Carli da Vigilância Sanitária Coronel Vivida, é exatamente ai que mora o perigo, porque pode acontecer o contato com a Taturana.

Fonte: Rádio Voz

Obras atrasam e PR-180 e acesso à Boa Vista continua por 'desvio'


Homens trabalhando em um trecho da PR-180

Dia 11/12/2014

As fortes chuvas que caíram sobre o Paraná em junho de 2014 provocaram a interdição da PR-180, no trevo de acesso a Boa Vista da Aparecida, após queda de barreiras e danificação da via pública. Desde então o acesso ao município está sendo feito por um desvio precário.

O DER (Departamento Estadual de Rodagem) havia projetado a conclusão das obras para a primeira quinzena de dezembro, mas até agora apenas 50% do trabalho foram executados. A nova previsão é de que seja concluído no primeiro trimestre de 2015.

Em nota, o DER informou que as equipes encontraram dificuldades para executar as estacas que exigem perfuração de oito metros de profundidade e os tirantes (14 a 16 metros de profundidade) devido as condições do solo e a presença de rochas no local. Segundo o DER, no mês de dezembro deverá ser concluído um muro proteção. O órgão informou ainda que não houve aditivo de valores, apenas a prorrogação do prazo para o término da obra que só deverá acontecer em março do ano que vem.

Desde junho, um desvio está sendo utilizado como acesso ao município. A estrada é precária, apesar de pavimentada com pedras irregulares. No início das obras, a empresa responsável pela recuperação do trecho fazia a manutenção da via secundária, mas esse trabalho foi abandonado nas últimas semanas o que deixa o trânsito no local ainda mais complicado.

Renato Chernhak, presidente da Aciba (Associação Comercial e Industrial de Boa Vista da Aparecida), afirma que pelo fato de a obra estar apenas na metade é preciso retomar a manutenção do desvio como no início, quando as equipes colocavam cascalho e passavam rolo compressor. Ele conta que recentemente precisou transitar pelo local com sua esposa que havia passado por um procedimento cirúrgico e não teve como se deslocar em velocidade acima de 10 km/h devido a trepidação.

Temporada de verão

Outra preocupação do comércio local é que a precariedade do acesso alternativo prejudique o turismo na temporada de verão que está iniciando. As praias artificiais construídas no alagado da Usina Governador José Richa (Salto Caxias) atraem pessoas de várias cidades às marinas de Boa Vista da Aparecida. “Não tem como não dizer que não vai ter prejuízo, pessoas que viriam com mais frequência podem diminuir as vindas”, afirma.

Dezenas de empresários e profissionais liberais de Cascavel e região possuem casas nas marinas e costumam passar parte da temporada nas praias artificiais do lago. Hoje, o turismo responde por uma parte considerável da economia do município.

As fortes chuvas de junho danificaram um trecho de aproximadamente 300 metros da rodovia, mas que foi o suficiente para interromper totalmente o tráfego de veículos no local. A Construtora Itaúba venceu a licitação emergencial para fazer os reparos necessários a um custo de R$ 4 milhões. As obras só tiveram início cerca de 3 meses depois do temporal. Na época, moradores da cidade preocupados com a situação ameaçaram ir às ruas para protestar contra a demora.

Organização criminosa que falsificava CNH é desmantelada

Dia 11/12/2014

Depois de cerca de quatro meses de investigações intensas, a Polícia Civil de Pato Branco, prendeu dezesseis envolvidas em um esquema e falsificação de carteiras de habilitação. Dos presos, nove fazem parte de uma organização criminosa responsável pela falsificação de habilitações e as demais teriam comprado e estavam usando os documentos falsos.

As prisões ocorreram durante a "Operação Olaria" deflagrada entre a madrugada e manhã de quarta-feira (10) nas cidades de Balneário Camboriú, Xanxerê e Maravilha em Santa Catarina; Frederico Westphalen (RS), Iguatemi (MS) e nas cidades Paranaenses de Palmas, Pato Branco e  Clevelândia, essa última onde ocorria a falsificação dos documentos.

De acordo com a delegada Franciela Alberton Biava, que coordenou a investigação, a organização tinha sua sede numa empresa de cerâmica, com objetivo de não levantar suspeita. Outra tática usada para negociar os documentos falsos era se referir como "milheiro de tijolo" para cada habilitação. Com os envolvidos, a polícia apreendeu papel usado na confecção das CNHs, munições, uma arma de fogo, computadores, impressoras entre outros objetos.

Segundo a polícia, nenhum funcionário do Detran está envolvido na fraude. Os documentos eram feitos pelo chefe da organização, Valdenir Zen da Paixão, popular Val, que foi preso em Palmas. Os demais eram responsáveis pela venda das CNHs a motoristas interessados que pagavam entre R$ 1.500,00 e R$ 2.500,00, dependendo da categoria exigida.

envie para um amigo .... comente está matéria....... imprimir a matéria


Últimas Notícias
 
Editoria Ano Mês
 
 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, em qualquer meio de comunicação eletrônica ou impresso, sem a devida autorização escrita ou via
e-mail do site Iguaçu Notícias.

 

 

z1

1
1

1

1

1

1

1

1

1

1

1
1

1

1

1

1

1

1

1

aa
Mais canais: Facebook - Google - Detran PR - Empregos & Negócios - Fale com o Iguaçu Notícias - Utilidades - Expediente - Tempo - Denuncie Aqui
Vendas on-line
- Busca no Site - Guia - Lista Telefônica - Rádio 92,5 FM - Regional