/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

1


1

1

1

1

1

1

1


1

1

1

1

1


 









Regional

Associação Paranaense repudia às invasões das áreas de floresta plantada da Araupel

Dia 21/07/2014

A Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal (APRE), que representa empresas que detêm mais de 60% das áreas florestas plantadas e são responsáveis pela conservação de mais de 400 mil ha de florestas nativas no Estado do Paraná, manifesta publicamente apoio à Araupel na defesa da posse de suas propriedades na região de Quedas do Iguaçu e repúdio ao incentivo por parte de personalidades públicas às invasões.

A invasão de terras produtivas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), de uma indústria que emprega diretamente 1.050 pessoas e gera aproximadamente outros 1.050 empregos indiretos. A empresa, que vem atendendo rigorosamente a função social da propriedade rural, mantendo altos níveis de produtividade, fornecendo empregos de qualidade e conservando o meio ambiente, já sofreu outras grandes invasões e teve mais de 50 mil hectares desapropriados para à reforma agrária no passado.

As consequentes invasões significam um prejuízo para os cidadãos da região. Foram quase 31 milhões de reais injetados na economia do município de Quedas do Iguaçu somente em salários, além dos investimentos constantes na planta fabril e da cadeia de fornecedores que movimenta na localidade.

A Associação defende a livre iniciativa, a justiça social e o direito à propriedade, apoia o trabalho de extrema relevância econômica, social e ambiental desenvolvido há 42 anos por esta empresa 100% nacional e uma das maiores dos setores de floresta plantada e beneficiamento de produtos de madeira.

Ademais, a entidade condena qualquer tipo de manifestação pública na defesa de atos ilegais contra a propriedade rural e a fragilidade de acusações infundadas que podem comprometer a credibilidade de um trabalho sério realizado por uma indústria produtiva.

A APRE, em nome de todos os seus associados, espera que os poderes públicos, responsáveis por manter a ordem e a lei, estejam conscientes da importância da iniciativa privada para o desenvolvimento deste país e do Estado do Paraná.

Fonte: Da redação com assessoria, Editado por Cristina Esteche

PRv da Linha Fonte da União registra vários acidentes

Dia 14/07/2014

A Polícia Militar Rodoviária registrou no final de semana três acidentes próximos à Quedas do Iguaçu. Um deles foi o choque contra barranca na PR-473, no entroncamento da BR-277 à Quedas do Iguaçu. A condutora da Fiat Strada de placas ATF-6752 de Cascavel, Vera Terezinha Silveira, perdeu o controle colidindo assim contra o barranco. Houve apenas danos materiais.
Na PR-180, quilômetro 324, Moacir de Azevedo de 47 anos de Curitiba, teve ferimentos leves ao bater o seu Fiat Palio de placas ANZ-3231 contra uma árvore.

Já na PR-473, quilômetro 50 às 11h e 15min, Volnei Leindenf de 30 anos tombou o VW 24250 de placas AUR-4611 da cidade vizinha de Dois Vizinhos, Volnei não teve ferimentos.

Criminalidade migra para as pequenas cidades do Oeste segundo o jornal O Paraná

Dia 14/07/2014

Viver em uma cidade pequena deixou de ser garantia de segurança. Assaltos à mão armada, casas invadidas e famílias rendidas ocorrem com frequentes, principalmente com o reforço no policiamento nos centros maiores.

Nas últimas semanas, os moradores de Terra Roxa, Palotina, Nova Santa Rosa, Guaíra, Santa Helena, Assis Chateaubriand e Toledo foram alvos de quadrilhas perigosas. Carros, joias, dinheiro, eletrônicos, são os principais produtos levados pelos criminosos.

O empresário, Albertinho Dondoni, teve a empresa arrombada por duas vezes. Suas relojoarias, tanto em Palotina quanto Marechal Cândido Rondon, foram alvos de assaltantes. “Trabalhamos com um produto segmentado, de alto valor. Procuramos colocar grades nas portas, fechamos mais cedo, mas a impressão que tenho, como empresário, é de uma insegurança muito grande”, afirma Dondoni, que também é diretor da Caciopar (Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná).

Para ele, o maior problema não está na falta de policiais, mas na falta de punição aos envolvidos. “Um dos ladrões que assaltaram meu comércio tinha cinco passagens por furto. Creio que precisa haver a mesma penalidade para maiores e menores, sem colocá-los no mesmo ambiente, mas dando oportunidade para que eles consigam se regenerar”.

Se por um lado a tranquilidade está perdendo cada vez mais espaço, a polícia busca elucidar os crimes e prender os acusados.

De acordo com o 19º Batalhão de Polícia Militar, em Toledo, desde o início do ano foram 29 assaltos, mas grande parte dos envolvidos foi detida.

Um dos exemplos foi a prisão, na noite de quinta-feira, de cinco homens acusados de envolvimento em um assalto em uma propriedade rural em São Pedro do Iguaçu. Os assaltantes de Foz do Iguaçu e de Toledo levaram dois veículos e demais pertences da família.

Em uma estrada rural, na Linha Campina Grande, Michel Marcusci, 30, e Natan Junior Antunes, 21, foram encontrados com quatro celulares, dois das vítimas, três munições calibre nove milímetros intactas, porém, a arma usada no assalto foi jogada em uma plantação de milho.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, com os celulares, outros comparsas foram levados à Polícia Civil.

No último mês, ao menos dez grandes assaltos foram registrados na região. Em Toledo, uma família foi feita de refém. Os bandidos pularam o muro de uma casa e levaram joias, eletrônicos e uma caminhonete. Os bandidos foram perseguidos por policiais militares até uma estrada rural já em Santa Tereza do Oeste. Houve troca de tiros e, dois envolvidos no crime foram presos.

À polícia, quando a vítima esteve na 15ª SDP (Subdivisão Policial), o homem que preferiu não ser identificado, disse que viveu momentos de terror. “Durante todo o tempo em que os marginais estiveram em casa, fomos ameaçados, praticando inclusive agressões”.

envie para um amigo .... comente está matéria....... imprimir a matéria


Últimas Notícias
 
Editoria Ano Mês
 
 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, em qualquer meio de comunicação eletrônica ou impresso, sem a devida autorização escrita ou via
e-mail do site Iguaçu Notícias.

 

 

z1

1
1

1

1

1

1

1

1

1
1

1

1

1

1

1

111

1

aa
Mais canais: Agenda de Eventos - Google - Detran PR - Empregos & Negócios - Fale com o Iguaçu Notícias - Utilidades - Expediente - Tempo - Denuncie Aqui
Vendas on-line
- Busca no Site - Guia - Lista Telefônica - Rádio 92,5 FM - Regional