/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

1

1

1

1

1


1

1

1


 









Regional

Nova Laranjeiras completa 27 anos de emancipação

Dia 16/05/2017

A cidade vizinha de Nova Laranjeiras completa 27 anos de Emancipação Política Administrativa nesta terça-feira , 16 de maio 2017, a Administração Municipal parabenizar os cidadãos Novalaranjeirenses que com seu trabalho diário constrói o desenvolvimento da cidade.

Nova Laranjeiras

A história registra que a primeira construção, em 1947, foi um hotel, hospedagem dos mascates e motoristas que transportavam madeira para a construção da ponte que liga o Brasil ao Paraguai. O Sr. João Karpinski era o dono deste primeiro hotel e também primeiro comerciante do Rio das Cobras.

Em 1947, começaram a se deslocar as famílias do norte do Rio do Grande do Sul, principalmente de origem italiana, para esta localidade. O primeiro a adquirir terras foi o Sr. Avelino Badotti.

Os novos povoados traziam, quase sempre, alguns recursos pecuniários para sua instalação, plantavam cereais, criavam suínos e gado. O cultivo era feito em pequenas áreas pela própria família.

A maior produção da década de 50, na região, foi o trigo que além da cultura de subsistência era o mais comercializado, cultura essa que atualmente está em último lugar na produção, devido a falta de estímulo do governo na década de 70, sendo que a região, devido ao clima, é própria para este cereal. Também na época era plantado milho, arroz e feijão como cultura de subsistência.

Os meios de transporte utilizados eram cavalos e carros de boi, a cultura era o artesanato.

A primeira indústria foi de propriedade do Sr. Avelino Badotti e Virgílio Macarini, construída em 1957 para o aproveitamento da araucária e madeiras de lei derrubadas para o plantio.

A falta de mão-de-obra para prestar trabalhos na indústria fez com que viessem para Nova Laranjeiras (Rio das Cobras) os primeiros operários. Com a instalação da indústria e devido a distância dos maiores centro é que foi instalado o primeiro comércio tendo como proprietário o Sr. João Ribeiro de Camargo (João Milico). Logo que se estabeleciam, os imigrantes eram empregados na construção de estradas em suas respectivas colônias.

Entre o período de 1955 e 1972 a energia consumida era geradapor motores a óleo diesel, além dos tradicionais candeeiros com gordura de porco dentro de um recipiente com um pavio e dos lampiões a querosene.

Na história de Nova Laranjeiras não se pode deixar de destacar a fundação da Copel, em 1973 inaugurou a primeira rede elétrica fazendo gerar motores da indústria Ceú Azul Madeiras, dando assim um grande impulso no progresso e bem estar social da então Vila Nova Laranjeiras. A partir daí, a Copel criou um programa de crescimento no sentido de levar energia, também, para o homem do campo evitando o exôdo rural da nossa população.

Em 13 de março de 1962, pela Lei nº4556 foi criado o Distrito de Nova Laranjeiras, sendo um Distrito Administrativo e Judiciário de Vila Nova Laranjeiras, conforme o artigo 5 da referida Lei fica criado no Município de Laranjeiras do Sul o nome e seguintes divisas: partindo do Rio União, segue por este até cair no Rio das Cobras, deste ponto por linha seca pela divisa da Campanha Agrícola Industrial do Iguaçu até cair no Rio Xagú e por este até a ponte do Rio Guarani da Estratégica, subindo pela estrada da Erveira, até alcançar a Serra dos Macacos, dividindo por linha seca pelo Divisor da Erveira até divisa do Cocho Grande, então ligando a Serra da União ao ponto de partida.

Na mesma data foi criado o Cartório, na Gestão do Prefeito Municipal Alcindo Natel de Camargo, sendo o primeiro Cartório Ely Antonio Nardello. A primeira pessoa registrada foi Floraídes Maria Provin, em 13 de agosto de 1962.

Desde o ano de 1964 o Distrito tinha seus representantes políticos na Câmara de Vereadores. O primeiro Vereador foi Virgílio Macarini que exerceu o cargo entre 1964 e 1968. O segundo Vereador foi Alfredo Badotti exercendo o cargo entre 1968 e 1972. O terceiro foi Taylor Antonio Cachoeira exercendo o cargo entre os anos 1972 e 1976. Na sequência vieram Nélvio Veronese, eleito pelo Partido Arena, sendo Presidente da Câmara de Vereadores e exercendo o cargo até 1982 e Adão Dutra Boeira que também atuou como Presidente da Câmara de Vereadores.

Entre os anos 1989 e 1992 foram vereadores do Distrito de Nova Laranjeiras Maria das Neves Rosa (PMDB), Nelci Veronese (PTB), Antonio Leonel Onetta (PFL), e pelo Distrito do Guarani da Estratégica José Lineu Gomes (PMDB), Argemiro Lorençatto (PMDB), nos anos anteriores foram vereadores pelos Distritos, Antonio Ribeiro de Oliveira, Arnoldo Gomes de Salles, Pedro Alves e Lorival Silva.

Em 16 de maio de 1990 pela Lei nº 9249 e alterada a redação do artigo 1 desta Lei nº 9478 fica criado o Município de Nova Laranjeiras com território desmembrado do Município Laranjeiras do Sul, com sede na localidade de Nova Laranjeiras e as seguintes divisas: inicia na Barra do RioUnião com o Rio das Cobras, até a ponte do Rio Xagú onde passa a estrada da Fazenda Velha, numa distância de aproximadamente 14.250m rumo de 72º 00 SE, confrontando a Barra do Tigre com o Arroio dos Macacos, subindo por este até encontrar outro arroioa esquerda que vai até a sua cabeceira. Seguindo por uma estrada secundária até a encruzilhada da estrada da Erveira indo rumo a Laranjeiras do Sul, até a cabeceira do Rio Lambedor, descendo por este até encontrar o Rio Barreiro, descendo este até o Rio Piquiri encontrando a Barra do Rio Cascudo confrontando com o Município de Palmital, subindo o Rio Cascudo até sua cabeceira, desde numa linha seca de aproximadamente 4.500m rumo N-S, até a cabeceira do Rio Guarani, descendoo Rio Guarani até a divisa do Município de Guaraniaçu e Espigão Alto, confrontações estas com o Município de Guaraniaçu, seguindo uma linha seca de1.500m de distância, rumo 86º 30º SE até se encontrar a antiga estrada Ponta Grossa-Foz do Iguaçu, seguindo até o Rio União, descendo até o ponto de partida confrontando com o Município de Espigão Alto.

A instalação doMunicípio foi realizada no dia 1º de janeiro de 1993. Daí em diante Nova Laranjeiras passou a apresentar um grande desenvolvimento diante da região, sua população acreditando no seu Município passou a investir na sua agroindustrialização, educação e agricultura.

Sete anos depois de sua criação, o Município sofreu as consequências de um forte vendaval que arrasou a cidade no dia 13 de junho de 1997, resultando em estado de calamidade pública conforme Decreto nº078/97. O Município teve seus quadros urbano e rural destruídos, verificou-seum total de 200 residências destruídas, além dos pontos comerciais e órgãos públicos.

Pato Branco é a 11ª melhor cidade pequena do Brasil para envelhecer

Dia 15/05/2017

O aumento na expectativa de vida da população tem despertado a atenção de setores diversos da iniciativa privada, como por exemplo, o turismo. Na administração pública, alguns municípios estão se destacando por oportunizar um conjunto de ações que culminam em qualidade de vida para a população e, em especial, pessoas entre 60 e 75 anos, têm sido beneficiadas com estas iniciativas.

Em matéria publicada pelo site da Exame.com, de 05 de maio de 2017 (exame.abril.com.br/brasil/as-40-melhores-pequenas-cidades-para-envelhecer) aparece a relação dos 40 municípios brasileiros, com população entre 50 e 100 mil habitantes, classificados pelo Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade, elaborado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon em parceria com a FGV (Fundação Getúlio Vargas). O estudo considera sete variáveis: Indicadores Gerais; Cuidados de Saúde; Bem-Estar; Finanças; Habitação; Educação e Trabalho e Cultura e Engajamento.

Pato Branco ocupa a 11ª posição nesta relação. A conquista é reflexo das diversas ações desenvolvidas pelo município, desde 2013, na área da saúde, esporte, inserção digital, lazer, meio ambiente, cultura e segurança. A qualidade do clima, com suas estações bem definidas, também foi considerada para conquista da excelente posição de Pato Branco no ranking.

Conquistas como estas demonstram que as ações desenvolvidas desde 2013 estão alinhadas ao propósito de fazer de Pato Branco uma cidade modelo para o Brasil. “Pato Branco tem sido referência em publicações reconhecidas em nível nacional e internacional. Recebo prefeitos e gestores do Brasil inteiro, interessados em conhecer mais sobre a gestão e o Município e quando, mais uma vez, Pato Branco aparece em um ranking elaborado por instituições de extrema confiança e credibilidade confirmo, ainda mais, de que caminhamos para ser modelo para o Brasil”, ressalta o prefeito Augustinho Zucchi.

Além desta classificação, Pato Branco já conquistou espaço em outras publicações, inclusive internacional, quando foi destaque na revista britânica The Economist, por fazer parte de um seleto grupo de municípios da região Sul que estão em pleno desenvolvimento e com um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). Na Revista Exame apareceu no ranking das cidades mais inteligentes do Brasil; já na Revista IstoÉ, a cidade conquistou a 25ª posição entre as melhores do Brasil.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Acidente mata motorista e deixa feridos em Nova Laranjeiras

Dia 08/05/2017

Um motorista de 27 anos morreu e seis passageiros ficaram feridos em um acidente entre dois carros na BR-277, em Nova Laranjeiras, na noite de domingo (7). A batida aconteceu perto do trevo de acesso às Terras Indígena Rio das Cobras.

A vítima morreu no local da batida. Dos seis passageiros feridos, apenas um deles permanece internado, na manhã desta segunda-feira (8), no Hospital São José, em Laranjeiras do Sul, também na região central do estado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele estava no carro dirigido pelo motorista que morreu; os outros três ocupantes já foram liberados.

No outro carro, havia mais três pessoas: dois passageiros que foram levados para o Hospital São José e liberados na sequência; e o motorista, que não se feriu.

Motorista fica mais de três horas esperando socorro

Dia 02/05/2017

Um homem de 56 anos foi encontrado gravemente ferido na tarde de sábado (29) na PR 180, em Boa Vista da Aparecida. Segundo informações, ele dirigia um caminhão leiteiro quando perdeu o controle da direção e caiu com o veículo em uma ribanceira.

Aos socorristas do Siate, Acir de Camargo contou que sofreu o acidente por volta das 12h. Populares que passaram pelo local viram o caminhão caído e acionaram o socorro por volta das 15h30.

Acir foi encaminhado ao Hospital Universitário com contusões na cabeça e no abdômen, além de fraturas no nariz e na perna.

envie para um amigo .... comente está matéria....... imprimir a matéria


Últimas Notícias
 
Editoria Ano Mês
 
 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, em qualquer meio de comunicação eletrônica ou impresso, sem a devida autorização escrita ou via
e-mail do site Iguaçu Notícias.

 

 


1

1

1

1

1

1
1

1

1

1

1

1

1

1