/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

1


1

1

1

1

1

1

1


1

1

1

1

1


1

1


 









Regional

Polícia Civil lança segunda via da carteira de identidade pela internet


O projeto nacional pretende atender mais cidades do Paraná

Dia 23/08/2016

A partir do dia 22 de agosto os cidadãos de Curitiba e Cascavel poderão solicitar a segunda via da carteira de identidade pela internet. O documento será expedido após a confirmação do pagamento da taxa de R$ 26,63 e enviado ao posto escolhido pelo solicitante em três dias úteis para capital e até sete dias para as cidades do interior.

As cidades de Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Cornélio Procópio, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Jacarezinho, Laranjeiras do Sul, Londrina, Maringá, Pato Branco, Ponta Grossa, Telêmaco Borba, Toledo, São Matheus do Sul, União da Vitoria, Umuarama, Paranavaí, Guarapuava e Paranaguá deverão receber o projeto em até 30 dias.

O projeto-piloto inédito no país foi lançado nesta segunda-feira (22) pela Polícia Civil do Paraná em parceria com a Celepar. De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Júlio Cezar dos Reis, o Paraná é o primeiro estado a implantar este serviço no Brasil. “Além de sermos pioneiros na implantação do projeto, teremos condições de atender milhões de usuários, facilitando a vida da população”, disse Reis. Mais de dois milhões de usuários já se encontram com os requisitos para aderir o serviço. "O objetivo é melhorar ainda mais a qualidade dos serviços prestados pelo Instituto de Identificação (IIPR) à população", afirmou o delegado-geral.

Para ter direito a 2ª Via Rápida o solicitante tem que ter feito o documento de identidade no Paraná nos últimos três anos - o próprio sistema confirmará se o usuário está apto ou não para utilizar o serviço. O sistema não permite qualquer alteração de dados ou imagens. Para esses casos, a solicitação deverá ser realizada pessoalmente no IIPR após agendamento prévio.

O diretor do Instituto de Identificação, Marcus Michelotto, afirma que o projeto implantado trará mais agilidade nos serviços prestados à população. “Além de agilizar os serviços e amenizar a grande procura do agendamento, o usuário que cadastrar seu celular ainda receberá uma mensagem confirmando que o documento está pronto para ser retirado”, ressalta Michelotto, completando que a entrega do documento será feita por meio do reconhecimento biométrico do próprio cidadão no posto de Identificação escolhido.

Os documentos solicitados para menores de idade serão entregues aos pais ou representante legal, mediante apresentação de documentos.

Hoje, o Instituto de Identificação produz mais de 2 mil carteiras de identidades por dia, sendo mais de 50 mil por mês, totalizando mais de 600 mil no ano, em todo Paraná.

Indígena é encontrada morta em aldeia de Nova Laranjeiras

Dia 19/08/2016

No dia 18 de agosto, por volta das 07h e 30min a Policia Militar foi informada que havia uma indígena em óbito na aldeia trevo localizada em Nova Laranjeiras.

Os policiais deslocaram-se até o local e constataram o fato. Após o isolamento foi acionado a Polícia Cível juntamente com o IML – Instituto Médico Legal. A vitima foi identificada como Catarina Nisere Cordeiro de 34 anos. O corpo foi encaminhado ao IML de Cascavel.

Menor que espalhou notas falsas é apreendido em Dois Vizinhos

Dia 10/08/2016

Durante um patrulhamento de rotina, a Polícia Militar de Dois Vizinhos prendeu na semana passada um adolescente de 15 anos, que estava em uma moto e portava várias cédulas de R$ 100 reais falsas.

O menor relatou aos policiais que ele mesmo fabricava as notas em sua casa e que na semana anterior esteve em Quedas do Iguaçu. Alguns comerciantes da cidade tiveram prejuízos com as notas falsas. Cerca de R$ 1.200 reais em cédulas falsas de R$ 100 reais foram trocadas por mercadorias e serviços na cidade.

Governo Federal fecha unidade do INCRA em Laranjeiras


Unidade do INCRA em Laranjeiras do Sul

Dia 04/08/2016

O fechamento da unidade do INCRA na cidade de Laranjeiras do Sul foi publicada no dia 03 de agosto, no diário oficial da união. As atribuições da unidade referentes a projetos de assentamento não serão prejudicados, uma vez que os mesmos serão transferidos para a unidade avançada do Iguaçu, que fica em Francisco Beltrão.

Nos próximos dias, uma equipe do INCRA será deslocada para Laranjeiras do Sul para adotar as providencias de transição entre as unidades. O fechamento da unidade em Laranjeiras do Sul justifica-se devido a redução de orçamento e disponibilidade financeira do Governo Federal.

Caminhão cai da balsa no Rio Iguaçu

Dia 04/08/2016

Um caminhão caiu parcialmente na balsa que faz a travessia do Rio Iguaçu na divisa de Quedas do Iguaçu e Cruzeiro do Iguaçu. Com o acidente a balsa está inoperante, não fazendo a travessia depois que um caminhão embocou.

Acidente

Vai fazer 43 anos o naufrágio da balsa do Rio Iguaçu – foi o maior acidente ocorrido no Rio Iguaçu. Muitos sobreviventes e famílias das vitimas fatais deixaram a comunidade depois da conclusão das Usinas Julio de Mesquita Filho, no Rio Chopim, e de Salto Osório, no Rio Iguaçu.

Passaram-se 40 anos e o povo guarda na memória o triste ocorrido no final de tarde de quarta feira, 19 de setembro de 1973, onde se perderam, submergidos, juntamente com os dois caminhões basculantes, um caminhão Chevrolet carregado de bebidas, um ônibus da empresa Cattani, um carro de aluguel, marca Aero Willys, e dezenas de pessoas, passageiros e trabalhadores; muitos gritos de pânico são ouvidos e  sobre as águas, aceno desesperado de mãos pedido por socorro, chapéus e capacetes descendo rio abaixo   A ocorrência foi assustadora e horrível para os que dela participaram.

E quando chega a informação do naufrágio na vila de Foz do Chopim, correria e gritos nas ruas, principalmente das esposas dos trabalhadores na barragem de Salto Osório Chopim. Mais de uma centena de pessoas estavam sobre a balsa. Era hora dos trabalhadores regressarem de Salto Osório e horário da chegada do ônibus da empresa Cattani, que fazia a linha Cascavel a Dois Vizinhos.

As opiniões a respeito continuam contraditórias. "Entreguei no local do acidente, numa só vez, 31 caixões, todo o meu estoque, a pedido da Eletrosul. Mas, também, havia a Copel, acompanhando os trabalhos de resgate", afirma seu Claudino Luís Dalbosco, proprietário da funerária Dalbosco & Cia Ltda, a única em Quedas do Iguaçu. A população contesta a versão oficial da Defesa Civil de 37 mortos e do levantamento realizado pela Igreja Católica, que constatou a morte de 45 pessoas, além de outras 40 que teriam conseguido se salvar. O povo, no entanto, continua afirmando que o número de mortos e desaparecidos supera à casa de 100 pessoas. Não há dados oficiais sobre vitimas fatais.

envie para um amigo .... comente está matéria....... imprimir a matéria


Últimas Notícias
 
Editoria Ano Mês
 
 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, em qualquer meio de comunicação eletrônica ou impresso, sem a devida autorização escrita ou via
e-mail do site Iguaçu Notícias.

 

 


1

1

1

1


1
1

1

1

1

1

1
1

1

1

1

1

1

1

1