/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

/

1


1

1

1

1

1

1

1


1

1

1

1

1


 









Política

Nova pesquisa confirma: com 44,3%, Beto pode vencer no primeiro turno

Dia 22/08/2014

Pesquisa do instituto Radar Inteligência divulgada na terça-feira, 19, confirma: Beto Richa é o preferido dos paranaenses e pode ser reeleito ainda no primeiro turno. Beto tem 44,3% das intenções de voto, 19 pontos porcentuais à frente do segundo colocado e 28 pontos distante da terceira colocada.

A maioria dos eleitores, 50,4%, acredita que Beto Richa vai vencer as eleições. O governo Beto Richa é aprovado por 81,9% dos eleitores, na soma das avaliações “ótimo”, “bom” e “regular”. Em pergunta direta, 68,4% aprovam o governo de Richa.

O instituto Radar Inteligência ouviu 1.199 eleitores nos dias 8 a 13 de agosto, em 45 cidades do Paraná. O intervalo de confiança é de 95,5% e a margem de erro, de 2,9 pontos para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral.

Fonte: Juliane Silva

No Paraná, Beto Richa tem 39%, e Requião, 33%, aponta Datafolha


A pesquisa foi encomendada pela RPC TV e pelo jornal “Folha de S. Paulo”.

Dia 15/08/2014

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (15) aponta empate técnico entre os candidatos Beto Richa (PSDB) e Roberto Requião (PMDB), que disputariam a eleição em segundo turno para o governo do Paraná. É primeira pesquisa de intenção de voto feita pelo instituto sobre a eleição estadual após o registro das candidaturas.

Os dados mostram que o atual governador, Beto Richa, tem 39% das intenções de voto na corrida para a reeleição neste ano, em um empate técnico com Requião, que tem 33%. Gleisi Hoffmann (PT) é a terceira colocada na pesquisa, com 11%. Bernardo Pilotto (PSOL) e Ogier Buchi (PRP) tem 1% cada um. Os candidatos Geonisio Marinho (PRTB), Rodrigo Tomazini (PSTU) e Tulio Bandeira (PTC) não chegam a 1%.

Veja os números do Datafolha para a pesquisa estimulada:

Beto Richa (PSDB) – 39%;
Requião (PMDB) – 33%;
Gleisi Hoffmann (PT) – 11%;
Bernardo Pilotto (PSOL) – 1%;
Ogier Buchi (PRP) – 1%;
Brancos e nulos - 5%;
Não sabe ou não respondeu - 10%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 14 de agosto. Foram entrevistados 1.226 eleitores em 46 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de três pontos prevista.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) sob o número 00014/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00358/2014.

Prefeitos cobram reintegração de posse à Araupel

Dia 12/08/2014

Uma reunião no dia 11 de agosto em Curitiba demonstrou mais uma vez a insatisfação da população de Quedas do Iguaçu em relação à invasão feita pelos sem-terra nas áreas da empresa Araupel. O acampamento foi instalado há quase um mês e ainda não há data definida para que o grupo representante do MST (Movimento  Sem-Terra) deixe o local.

De acordo com o prefeito de Quedas do Iguaçu, Edson Prado, comitiva seguiu à capital do Estado para exigir que a reintegração de posse fosse realizada. Vereadores de Quedas e o prefeito de Espigão Alto, Zé Zgoda, além do presidente da ACIQI (Associação Comercial e Industrial de Quedas do Iguaçu), Reni Felipe, participaram da reunião, ocorrida na Assembleia Legislativa. “Mais de 40 pessoas pediam que a reintegração de posse fosse efetuada, já que uma liminar da Justiça garante esse direito ao Estado. Não foi determinada data para que isso ocorra e esperamos que a lei seja cumprida”, afirma Prado.

O prefeito acompanhou reunião entre o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), MST, Araupel e a Ouvidoria Agrária Nacional, realizada na sexta-feira, na Câmara de Vereadores de Cascavel. O encontro pretendia encerrar o impasse entre a madeireira e os sem-terra, determinando área para que o assentamento a 1,4 mil famílias fosse planejado. “Entretanto, não houve nenhuma solução e a proposta encaminhada pelo governo federal – por meio do Incra – foi decepcionante. O instituto não fez nenhuma proposta concreta”, relata Prado.

Fonte: Marina Kessler

envie para um amigo ...... comente está matéria........ imprimir a matéria

Últimas Notícias
 
Editoria Ano Mês
 
 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, em qualquer meio de comunicação eletrônica ou impresso, sem a devida autorização escrita ou via
e-mail do site Iguaçu Notícias.

 

 

z1

1
1

1

1

1

1

1

1

1
1

1

1

1

1

1

111

1

aa
Mais canais: Agenda de Eventos - Google - Detran PR - Empregos & Negócios - Fale com o Iguaçu Notícias - Utilidades - Expediente - Tempo - Denuncie Aqui
Vendas on-line
- Busca no Site - Guia - Lista Telefônica - Rádio 92,5 FM - Regional